O Laboratório está qualificado a atender as análises em Físico-Química, Microbiológia, Macroscopia e Microscopia.

Clique nos produtos abaixo para visualizar as análises referentes à cada item.

ÁGUA E ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL

ÁGUA E GELO

ÁGUA DE ABASTECIMENTO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Alcalinidade   SMEWW 2012  
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Alumínio   093* (descrever) SMEWW 2012 Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Amônia 093* (descrever) Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Aspecto 015 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Cálcio - SMEWW 2012  
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Clororetos 025 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Cloro Residual Combinado   Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Cloro Residual Livre   Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Cloro Residual Total   Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Condutividade   SMEWW 2012  
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Cor aparente 020 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Dureza total 034 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Ferro 093* (descrever) SMEWW 2012 Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
  Fluoretos   SMEWW 2012 Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
  Fósforo Total   SMEWW 2012 Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Matéria orgânica 061 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Metais - SMEWW 2012  
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Nitrato 064 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Nitrito 065 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Nitrogênio Albuminóide   Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Nitrogênio amoniacal 066 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Odor 069 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
ÁGUA DE ABASTECIMENTO pH 071 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Sabor 093* (descrever) Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Sólidos dissolvidos totais 084 SMEWW 2012 Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Sólidos Suspensos Totais   SMEWW 2012 Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Sólidos Totais   SMEWW 2012 Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Sulfatos   SMEWW 2012 Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Turbidez 089 SMEWW 2012 Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
Análise Microbiológica
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Coliformes termotolerantes M15 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Coliformes totais M16 - Portaria MS nº 2914, de 12 de dezembro de 2011 
ÁGUA DE ABASTECIMENTO Contagem padrão de mesófilos aeróbios M13 ISO 6222:1999 - Water quality - Enumeration of culturable micro-organisms - Colony count by inoculation in a nutrient agar culture medium. RIISPOA
GELO Número Mais Provável de coliformes a 44,5ºC ± 0,2ºC - Standard Methods for the examination of Water and Wastewater 22nd Edition.  
GELO Número Mais Provável de coliformes totais a 35,0ºC ± 0,5ºC - Standard Methods for the examination of Water and Wastewater 22nd Edition.  
ÁGUA TRATADA
ÁGUA NÃO TRATADA
ÁGUA DE POÇO ARTESIANO
ÁGUA DE POÇO SEMI-ARTESIANO
Contagem total de bactérias mesófilas aeróbias a 22ºC ± 2ºC   ISO 6222:1999 - Water quality -
Enumeration of culturable micro- organisms - Colony count by
inoculation in a nutrient agar
culture medium.
 
GELO Contagem total de bactérias mesófilas aeróbias a 36ºC ± 2ºC - ISO 6222:1999 - Water quality - Enumeration of culturable micro-organisms - Colony count by inoculation in a nutrient agar culture medium.  
ÁGUA TRATADA
ÁGUA NÃO TRATADA
ÁGUA DE POÇO ARTESIANO
ÁGUA DE POÇO SEMI-ARTESIANO
Contagem total de bactérias heterotróficas - Standard Methods for the examination of Water and Wastewater 22nd Edition.  
ÁGUA TRATADA
ÁGUA NÃO TRATADA
ÁGUA DE POÇO ARTESIANO
ÁGUA DE POÇO SEMI-ARTESIANO
GELO
Detecção e Contagem de coliformes totais a 36ºC ± 2ºC - ISO 9308-1:2000 - Water quality - Detection and enumeration of Escherichia coli and coliform bacteria – Part 1: Membrane Filtration Method.  
ÁGUA TRATADA
ÁGUA NÃO TRATADA
ÁGUA DE POÇO ARTESIANO
ÁGUA DE POÇO SEMI-ARTESIANO
GELO
Detecção e Contagem total de Escherichia coli - ISO 9308-1:2000 - Water quality - Detection and enumeration of Escherichia coli and coliform bacteria – Part 1: Membrane Filtration Method.  
ÁGUA TRATADA
ÁGUA NÃO TRATADA
ÁGUA DE POÇO ARTESIANO
ÁGUA DE POÇO SEMI-ARTESIANO
Contagem total de Clostridium perfringens incluindo esporos a 44ºC ± 1°C - Anexo III e Nota 2 da Directiva 98/83/CE, do Conselho, de 3 de Novembro de 1998. Relativa à qualidade da água destinada ao consumo humano. Jornal Oficial das Comunidades Européias, L 330, 1998.  
ÁGUA TRATADA
ÁGUA NÃO TRATADA
ÁGUA DE POÇO ARTESIANO
ÁGUA DE POÇO SEMI-ARTESIANO
GELO
Contagem total de Enterococcus spp. a 36ºC ± 2ºC - ISO 7899-2:2000 - Water quality - Detection and enumeration of intestinal enterococci - Part 2: Membrane filtration method.  
ÁGUA DE ABASTECIMENTO
ÁGUA DE CHILLER
GELO
Detecção presuntiva de Salmonella spp. - USDA/FSIS/USA MLG 4C.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Polymerase Chain Reaction (PCR) Assay for Screening Salmonella in Raw Meat Products, Raw Catfish Products, Carcass Sponge Samples, Whole Bird Rinses, Ready-to-Eat Meat, Poultry Products, and Pasteurized Egg Products.
AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.
 
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE E DERIVADOS

BEBIDA LÁCTEA ESTERILIZADA COM OU SEM ADIÇÃO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
BEBIDA LÁCTEA ESTERILIZADA Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA ESTERILIZADA Proteínas lácteas 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
Análise Microbiológica
BEBIDA LÁCTEA ESTERILIZADA Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA COM OU SEM ADIÇÃO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
Análise Microbiológica
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Contagem de bactérias lácticas totais  M34 FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

BEBIDA LÁCTEA TRATADA TERMICAMENTE APÓS FERMENTAÇÃO COM OU SEM ADIÇÃO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
Análise Microbiológica
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA  Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Contagem de bactérias lácticas totais  M34 FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA FERMENTADA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

BEBIDA LÁCTEA PASTEURIZADA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
BEBIDA LÁCTEA PASTEURIZADA Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA PASTEURIZADA Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
Análise Microbiológica
BEBIDA LÁCTEA PASTEURIZADA Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA PASTEURIZADA Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA PASTEURIZADA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

BEBIDA LÁCTEA TRATADA TERMICAMENTE

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
BEBIDA LÁCTEA TRATADA TERMICAMENTE Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA TRATADA TERMICAMENTE Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
Análise Microbiológica
BEBIDA LÁCTEA TRATADA TERMICAMENTE Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA TRATADA TERMICAMENTE Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA TRATADA TERMICAMENTE Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA TRATADA TERMICAMENTE Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

BEBIDA LÁCTEA UHT

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
BEBIDA LÁCTEA UHT Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
BEBIDA LÁCTEA UHT Proteínas lácteas 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
Análise Microscópica
BEBIDA LÁCTEA UHT Aeróbios mesófilos M11A IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 16, de 23 de agosto de 2005
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

GORDURA ANIDRA DE LEITE (BUTTER OIL)

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
GORDURA ANIDRA DE LEITE (BUTTER OIL) Acidez na gordura (ácido oléico) 002 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
GORDURA ANIDRA DE LEITE (BUTTER OIL) Índice de peróxido 050 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
GORDURA ANIDRA DE LEITE (BUTTER OIL) Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
GORDURA ANIDRA DE LEITE (BUTTER OIL) Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microbiológica
GORDURA ANIDRA DE LEITE (BUTTER OIL) Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
BUTTER OIL/GORDURA ANIDRA DO LEITE/GORDURA DE MANTEIGA DESIDRATADA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
GORDURA ANIDRA DE LEITE (BUTTER OIL) Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CASEÍNA INDUSTRIAL // CASEÍNA LAIMENTAR AO ÁCIDO // CASEÍNA ALIMENTAR AO COALHO // CASEÍNA ALIMENTAR LÁCTICA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CASEINA INDUSTRIAL Acidez livre (ml NaOH 0,1N/10g SNG) 006 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINA INDUSTRIAL Cinzas 082 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINA INDUSTRIAL Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINA INDUSTRIAL Partículas queimadas 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINA INDUSTRIAL Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINA INDUSTRIAL Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microbiológica
CASEINA INDUSTRIAL Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINA INDUSTRIAL Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINA INDUSTRIAL Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINA INDUSTRIAL Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINA INDUSTRIAL Fungos e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units o yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CASEINATO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CASEINATO Cinzas 082 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINATO Lactose monohidratada 057 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINATO Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINATO Partículas queimadas 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINATO Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINATO Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microbiológica
CASEINATO Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINATO Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINATO Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINATO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CASEINATO Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

COALHADA DE // LEITE DE BÚFALA // LEITE DE OVELHA // LEITE DE CABRA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
COALHADA NATURAL Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
COALHADA NATURAL Acido sórbico 008 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
COALHADA NATURAL Matéria Gorda Láctea 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
COALHADA NATURAL Proteínas Lácteas 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
Análise Microbiológica
COALHADA NATURAL  Bolores e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC. Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
COALHADA NATURAL  Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
COALHADA NATURAL  Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
COALHADA NATURAL Contagem total de bactérias acidófilas específicas   FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
 
COALHADA NATURAL  Contagem de bactérias lácticas totais  M34 FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

COMPOSTO LÁCTEO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
COMPOSTO LÁCTEO Proteínas lácteas 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Intrução normativa nº 28, de 12 de junho de 2007
Análise Microbiológica
COMPOSTO LACTEO Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Intrução normativa nº 28, de 12 de junho de 2007
COMPOSTO LACTEO Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Intrução normativa nº 28, de 12 de junho de 2007
COMPOSTO LACTEO Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Intrução normativa nº 28, de 12 de junho de 2007
COMPOSTO LACTEO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Intrução normativa nº 28, de 12 de junho de 2007
COMPOSTO LACTEO Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Intrução normativa nº 28, de 12 de junho de 2007
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CREAM CHEESE

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
CREAM CHEESE Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREAM CHEESE Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREAM CHEESE Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREAM CHEESE Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREAM CHEESE Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CREME DE LEITE

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CREME DE LEITE A GRANEL Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREME DE LEITE A GRANEL Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREME DE LEITE CRU Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Ofício GAB/DIPOA n° 38/09
CREME DE LEITE CRU Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Ofício GAB/DIPOA n° 38/09
Análise Microbiológica
CREME DE LEITE Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREME DE LEITE Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREME DE LEITE Coliformes totais M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREME DE LEITE Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
CREME DE LEITE Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

DOCE DE LEITE

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
DOCE DE LEITE  Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 354, de 04 de setembro de 1997
DOCE DE LEITE  Cinzas  082 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 354, de 04 de setembro de 1997
DOCE DE LEITE  Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 354, de 04 de setembro de 1997
DOCE DE LEITE  Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 354, de 04 de setembro de 1997
DOCE DE LEITE  Sacarose 083 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 354, de 04 de setembro de 1997
DOCE DE LEITE  Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 354, de 04 de setembro de 1997
Análise Microbiológica
DOCE DE LEITE  Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 2 de janeiro 2001
DOCE DE LEITE  Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria n° 354, de 04 de setembro de 1997
DOCE DE LEITE  Fungos e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC Portaria n° 354, de 04 de setembro de 1997
DOCE DE LEITE  Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

FARINHA LÁCTEA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
FARINHA LÁCTEA  Extrato seco total 037 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
FARINHA LÁCTEA  Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
Análise Microbiológica
FARINHA LÁCTEA  Bacillus cereus M01 ISO 7932 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of presumptive Bacillus cereus - colony-count technique at 30 degrees C. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
FARINHA LÁCTEA  Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 2 de janeiro 2001
FARINHA LÁCTEA  Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
FARINHA LÁCTEA  Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

IOGURTE

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
IOGURTE Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
IOGURTE Acido sórbico 008 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
IOGURTE Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
IOGURTE Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
Análise Microbiológica
IOGURTE Bolores e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
IOGURTE Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
IOGURTE Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
IOGURTE Contagem de bactérias lácticas totais  M34 FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
IOGURTE Contagem e identificação de bactérias acidófilas específicas   FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
ISO 9232 IDF 146 - Yogurt -Identification of characteristic microorganisms (Lactobacillus delbrueckii subsp. bulgaricus and Streptococcus thermophilus)
 
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

KEFIR

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
KEFIR  Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KEFIR  Acido sórbico 008 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KEFIR  Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KEFIR  Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
Análise Microbiológica
KEFIR  Bolores e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KEFIR  Coliformes a 30ºC M07A IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KEFIR  Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KEFIR  Contagem de bactérias lácticas totais  M34 FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KEFIR Contagem total de bactérias acidófilas específicas   FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.

ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
 
KEFIR Contagem total de leveduras específicas   FIL/IDF 94B - Aderência na Norma ISO 6611.

ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC.
 
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

KUMIS

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
KUMIS  Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KUMIS  Acido sórbico 008 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KUMIS  Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KUMIS  Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
Análise Microbiológica
KUMIS  Bolores e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KUMIS  Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KUMIS  Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
KUMIS Contagem total de bactérias acidófilas específicas   FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
 
KUMIS  Contagem de bactérias lácticas totais  M34 FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LACTOSE BRUTA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LACTOSE BRUTA Lactose 057 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LACTOSE BRUTA Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LACTOSE BRUTA Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE ACIDÓFILO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE ACIDÓFILO Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE ACIDÓFILO Acido sórbico 008 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE ACIDÓFILO Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE ACIDÓFILO Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
Análise Microbiológica
LEITE ACIDÓFILO Bolores e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE ACIDÓFILO Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE ACIDÓFILO Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE ACIDÓFILO Contagem total de bactérias acidófilas específicas   FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
 
LEITE ACIDÓFILO Contagem de bactérias lácticas totais  M34 FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE CRU

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE CRU Acidez 003 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Álcool etílico 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Cloretos 021 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Densidade a 15ºC 031 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Extrato seco total 037 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE CRU Formol 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Gordura 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Índice CMP 045 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 69, de 13 de dezembro de 2006
LEITE CRU Índice crioscópico  043 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Lactose 057 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE CRU Neutralizantes de acidez 063 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Peróxido 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE CRU Sacarose 083 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE CRU Sólidos não gordurosos (ESD) 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE DE CABRA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE DE CABRA Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Cinzas 082 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Densidade 031 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Gordura 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Índice crioscópico 043 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Lactose 057 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Sólidos não gordurosos (ESD) 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
Análise Microbiológica
LEITE DE CABRA Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
LEITE DE CABRA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Instrução Normativa nº 37, de 31 de outubro de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE EM PÓ DESNATADO, PARCIALMENTE DESNATADO, INTEGRAL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE EM PÓ Acidez titulável (ml NaOH 0,1N/10g SNG) 006 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE EM PÓ Índice CMP 045 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 69, de 13 de dezembro de 2006
LEITE EM PÓ Índice de solubilidade 085 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Partículas queimadas 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Sacarose 083 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE EM PÓ Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
Análise Microbiológica
LEITE EM PÓ Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Bacillus cereus M01 ISO 7932 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of presumptive Bacillus cereus - colony-count technique at 30 degrees C. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
LEITE EM PÓ Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Salmonella spp. M26

FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.

Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE EM PÓ INSTANÂNEO DESNATADO, PARCIALMENTE DESNATADO, INTEGRAL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE EM PÓ Acidez titulável (ml NaOH 0,1N/10g SNG) 006 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE EM PÓ Índice CMP 045 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 69, de 13 de dezembro de 2006
LEITE EM PÓ Índice de solubilidade 085 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Partículas queimadas 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Sacarose 083 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE EM PÓ Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
Análise Microbiológica
LEITE EM PÓ Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Bacillus cereus M01 ISO 7932 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of presumptive Bacillus cereus - colony-count technique at 30 degrees C. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
LEITE EM PÓ Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE EM PÓ MODIFICADO DESNATADO, PARCIALMENTE DESNATADO, INTEGRAL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE EM PÓ Acidez titulável (ml NaOH 0,1N/10g SNG) 006 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE EM PÓ Índice CMP 045 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 69, de 13 de dezembro de 2006
LEITE EM PÓ Índice de solubilidade 085 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Partículas queimadas 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Sacarose 083 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE EM PÓ Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
Análise Microbiológica
LEITE EM PÓ Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Bacillus cereus M01 ISO 7932 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of presumptive Bacillus cereus - colony-count technique at 30 degrees C. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
LEITE EM PÓ Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE EM PÓ MODIFICADO ACIDÓFILO DESNATADO, PARCIALMENTE DESNATADO, INTEGRAL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE EM PÓ Acidez titulável (ml NaOH 0,1N/10g SNG) 006 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE EM PÓ Índice CMP 045 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 69, de 13 de dezembro de 2006
LEITE EM PÓ Índice de solubilidade 085 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Partículas queimadas 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Sacarose 083 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE EM PÓ Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
Análise Microbiológica
LEITE EM PÓ Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Bacillus cereus M01 ISO 7932 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of presumptive Bacillus cereus - colony-count technique at 30 degrees C. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
LEITE EM PÓ Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
LEITE EM PÓ Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Portaria nº 369, de 4 de setembro de 1997
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE ESTERILIZADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE ESTERILIZADO Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 370, de 4 de setembro de 1997
LEITE ESTERILIZADO Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE ESTERILIZADO Cloretos 021 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE ESTERILIZADO Extrato seco desengordurado 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 370, de 4 de setembro de 1997
LEITE ESTERILIZADO Gordura 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 370, de 4 de setembro de 1997
LEITE ESTERILIZADO Índice CMP 045 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 69, de 13 de dezembro de 2006
LEITE ESTERILIZADO Lactose 057 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE ESTERILIZADO Neutralizantes de acidez 063 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE ESTERILIZADO Proteína 075   RIISPOA
LEITE ESTERILIZADO Sacarose 083 Instrução NormativaInstrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
Análise Microbiológica
LEITE ESTERILIZADO Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria nº 370, de 4 de setembro de 1997
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE FERMENTADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE FERMENTADO Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE FERMENTADO Acido sórbico 008 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE FERMENTADO Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE FERMENTADO Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
Análise Microbiológica
LEITE FERMENTADO Bolores e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE FERMENTADO Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE FERMENTADO Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE FERMENTADO Contagem de bactérias lácticas totais  M34 FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count techinique at 37ºC ± 1ºC.
Instrução normativa n° 46, de 23 de outubro de 2007
LEITE FERMENTADO Contagem total de bactérias acidófilas específicas   FIL/IDF 117:2003 Aderência na Norma ISO 7889.
ISO 7889 IDF 117 - Yoghurt - Enumeration of characteristic microorganisms - Colony-count leiretechinique at 37ºC ± 1ºC.
 
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE FLUÍDO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE FLUÍDO Acidez 003 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Álcool etílico 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Cloretos 021 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Densidade a 15ºC 031 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Extrato seco total 037 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE FLUÍDO Formol 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Gordura 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Índice CMP 045 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 69, de 13 de dezembro de 2006
LEITE FLUÍDO Índice crioscópico  043 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Lactose 057 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE FLUÍDO Neutralizantes de acidez 063 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Peróxido 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE FLUÍDO Sacarose 083 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE FLUÍDO Sólidos não gordurosos (ESD) 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE PASTEURIZADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE PASTEURIZADO Acidez 003 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Cloretos 021 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Extrato seco total 037 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE PASTEURIZADO Gordura 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Índice CMP 045 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 69, de 13 de dezembro de 2006
LEITE PASTEURIZADO Índice crioscópico  043 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Lactose 057 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE PASTEURIZADO Neutralizantes de acidez 063 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE PASTEURIZADO Sacarose 083 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Sólidos não gordurosos (ESD) 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Teste de fosfatase 039 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Teste de peroxidase 070 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
Análise Microbiológica
LEITE PASTEURIZADO Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Contagem padrão em placas M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE PASTEURIZADO Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE UHT

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LEITE UHT Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 370, de 4 de setembro de 1997
LEITE UHT Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE UHT Cloretos 021 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE UHT Extrato seco desengordurado 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 370, de 4 de setembro de 1997
LEITE UHT Gordura 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 370, de 4 de setembro de 1997
LEITE UHT Índice CMP 045 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 69, de 13 de dezembro de 2006
LEITE UHT Índice crioscópico  043 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE UHT Lactose 057 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE UHT Neutralizantes de acidez 063 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
LEITE UHT Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 RIISPOA
LEITE UHT Sacarose 083 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011
Análise Microbiológica
LEITE UHT Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria nº 370, de 4 de setembro de 1997
LEITE UHT Pré-incubação a 36ºC +1ºC por 7 dias M28   Portaria nº 370, de 4 de setembro de 1997
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MANTEIGA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MANTEIGA  Acidez na gordura 004 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Cloreto de sódio   022 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Extrato seco desengordurado 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Índice de peróxido  050 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microbiológica
MANTEIGA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Coliformes totais M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MANTEIGA COMUM

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MANTEIGA  Acidez na gordura 005 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Cloreto de sódio   022 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Teor de Insolúveis no Eter Etílico 56 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
Análise Microbiológica
MANTEIGA Bolores e leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Coliformes totais M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MANTEIGA COMUM COM SAL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MANTEIGA  Acidez 005 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Cloreto de sódio   022 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Teor de Insolúveis no Eter Etílico 56 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
Análise Microbiológica
MANTEIGA Bolores e leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units of yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Coliformes totais M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MANTEIGA DE GARRAFA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MANTEIGA  Acidez na gordura 004 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Extrato seco desengordurado 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microbiológica
MANTEIGA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Coliformes totais M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MANTEIGA DE PRIMEIRA QUALIDADE SEM SAL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MANTEIGA  Acidez na gordura 004 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Cloreto de sódio   022 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Extrato seco desengordurado 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Índice de peróxido  050 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microbiológica
MANTEIGA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Coliformes totais M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MANTEIGA EXTRA COM SAL E SEM SAL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MANTEIGA  Acidez na gordura 004 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Cloreto de sódio   022 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Extrato seco desengordurado 036 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Índice de peróxido  050 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
MANTEIGA  Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
Análise Microbiológica
MANTEIGA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Coliformes totais M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
MANTEIGA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Resolução nº 4, de 28 de junho de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MARGARINA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MARGARINA  Lipídeos Totais 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 372, de 4 de setembro de 1997
MARGARINA  Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 372, de 4 de setembro de 1997
MARGARINA  Vitamina A 093* (descrever) Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 372, de 4 de setembro de 1997
Análise Microbiológica
MARGARINA  Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 372, de 4 de setembro de 1997
MARGARINA  Fungos e leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units o yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC. Portaria nº 372, de 4 de setembro de 1997
MARGARINA  Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Portaria nº 372, de 4 de setembro de 1997
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MASSA PARA ELABORAR QUEIJO MUSSARELA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL MAPA INMETRO/CGCRE
Análise Físico-Química
MASSA PARA ELABORAR QUEIJO MUSSARELA Matéria gorda no extrato seco  060 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 366, de 4 de setembro de 1997    
MASSA PARA ELABORAR QUEIJO MUSSARELA Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 366, de 4 de setembro de 1997    
Análise Microbiológica
MASSA PARA ELABORAR QUEIJO MUSSARELA Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 366, de 4 de setembro de 1997    
MASSA PARA ELABORAR QUEIJO MUSSARELA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 366, de 4 de setembro de 1997    
MASSA PARA ELABORAR QUEIJO MUSSARELA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 366, de 4 de setembro de 1997    
MASSA PARA ELABORAR QUEIJO MUSSARELA Listeria monocytogenes M20 USDA/FSIS/USA - MLG 8A.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Listeria monocytogenes Polymerase Chain Reaction (PCR) Screening Test. Revised version 08/03/2009.
AOAC Official Method 2004.02 - Evaluation of VIDAS Listeria monocytogenes II (LMO2) Immunoassay Method for the Detection of Listeria monocytogenes in Foods. Official Methods of Analysis of AOAC INTERNACIONAL. 2005, 18th Ed., Chapter 17, p. 233-234.
Portaria nº 366, de 4 de setembro de 1997    
MASSA PARA ELABORAR QUEIJO MUSSARELA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Portaria nº 366, de 4 de setembro de 1997    
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

NATA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
NATA Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 23, de 30 de agosto de 2012
NATA Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Instrução Normativa nº 23, de 30 de agosto de 2012
Análise Microbiológica
NATA Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução Normativa nº 23, de 30 de agosto de 2012
NATA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução Normativa nº 23, de 30 de agosto de 2012
NATA Coliformes totais M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Instrução Normativa nº 23, de 30 de agosto de 2012
NATA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Instrução Normativa nº 23, de 30 de agosto de 2012
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

QUEIJO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
QUEIJO Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
QUEIJO  Ácido cítrico 007 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
QUEIJO Ácido sórbido e/ou sorbatos 008 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
QUEIJO Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 356, de 4 de setembro de 1997 
QUEIJO Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
QUEIJO Cloretos (NaCl) 022 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
QUEIJO  Lactose 057 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 355, de 4 de setembro de 1997
QUEIJO  Matéria gorda / Lipídios 058 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 355, de 4 de setembro de 1997
QUEIJO Matéria gorda no extrato seco  060 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 356, de 4 de setembro de 1997 
QUEIJO pH 071 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
QUEIJO  Proteína 075 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 355, de 4 de setembro de 1997
QUEIJO  Relação umidade/proteína 081 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
QUEIJO Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria n° 357, de 4 de setembro de 1997
Análise Microbiológica
QUEIJO  Aeróbios mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Portaria n° 355, de 4 de setembro de 1997
QUEIJO Bolores e leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units o yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC. Portaria nº 352, de 4 de setembro de 1997; Instrução Normativa nº 4, de 1 de março de 2004; Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
QUEIJO Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 360, de 4 de setembro de 1997; Portaria nº 146, de 7 de março de 1996; RIISPOA; Portaria nº 353, de 4 de setembro de 1997;Instrução Normativa nº 45, de 23 de outubro de 2007; Instrução Normativa nº 30, de 26 de junho de 2001
QUEIJO Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 352, de 4 de setembro de 1997; Instrução Normativa nº 4, de 1 de março de 2004; Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
QUEIJO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 353, de 4 de setembro de 1997; Portaria nº 146, de 7 de março de 1996
QUEIJO  Fungos e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units o yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC. Portaria n° 355, de 4 de setembro de 1997; Portaria n° 356, de 4 de setembro de 1997 ; Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
QUEIJO  Listeria monocytogenes M20 USDA/FSIS/USA - MLG 8A.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Listeria monocytogenes Polymerase Chain Reaction (PCR) Screening Test. Revised version 08/03/2009.
AOAC Official Method 2004.02 - Evaluation of VIDAS Listeria monocytogenes II (LMO2) Immunoassay Method for the Detection of Listeria monocytogenes in Foods. Official Methods of Analysis of AOAC INTERNACIONAL. 2005, 18th Ed., Chapter 17, p. 233-234.
Portaria nº 358, de 4 de setembro de 1997; Portaria nº 146, de 7 de março de 1996; Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013; RIISPOA
QUEIJO Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Instrução Normativa nº 45, de 23 de outubro de 2007; Portaria nº 146, de 7 de março de 1996; RIISPOA; Portaria nº 362, de 4 de setembro de 1997
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

REQUEIJÃO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
REQUEIJÃO Amido 013 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 359 de 4 de setembro de 1997
REQUEIJÃO Matéria gorda no extrato seco  060 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 359 de 4 de setembro de 1997
REQUEIJÃO Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 359 de 4 de setembro de 1997
Análise Microbiológica
REQUEIJÃO Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 359 de 4 de setembro de 1997
REQUEIJÃO Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 359 de 4 de setembro de 1997
REQUEIJÃO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 359 de 4 de setembro de 1997
REQUEIJÃO Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
REQUEIJÃO Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

RICOTA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
RICOTA Acidez (em ácido láctico)  001 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
RICOTA Ácido cítrico 007 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
RICOTA Ácido sórbido e/ou sorbatos 008 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
RICOTA Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
RICOTA Cloretos (NaCl) 022 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
RICOTA Matéria gorda no extrato seco  060 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
RICOTA pH 071 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
RICOTA Relação umidade/proteína 081 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
RICOTA Umidade 090 Instrução Normativa nº 68, de 12/12/2006 Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
Análise Microbiológica
RICOTA Bolores e leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units o yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC. Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
RICOTA Coliformes a 30ºC M07A ISO 4832 - Microbiology of food nd animal feeding stuffs - horizontal method for the enumeração of coliformes - colony - count technique. Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
RICOTA Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
RICOTA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
RICOTA Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Portaria nº 146, de 7 de março de 1996; Instrução Normativa nº 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
RICOTA Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
Portaria nº 146, de 4 de março de 1996
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

SOBREMESA LÁCTEA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
SOBREMESA LÁCTEA  Bacillus cereus M01 ISO 7932 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of presumptive Bacillus cereus - colony-count technique at 30 degrees C. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
SOBREMESA LÁCTEA  Coliformes a 45ºC M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 2 de janeiro 2001
SOBREMESA LÁCTEA  Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
SOBREMESA LÁCTEA  Salmonella spp. M26 FIL/IDF 093- Aderência na Norma ISO 6785:2001
ISO 6785:2001 - FIL 093 – Milk and Milk products – Detection of Salmonella spp.
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MEL E PRODUTOS APÍCOLAS

CERA DE ABELHAS

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CERA DE ABELHAS Índice de acidez 093*(descrever) Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
CERA DE ABELHAS Índice de ésteres 046 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
CERA DE ABELHAS Ponto de fusão 073 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
CERA DE ABELHAS Ponto de saponificação turva 074 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
CERA DE ABELHAS Prova para adulterantes 077 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
CERA DE ABELHAS Teste para glicerol 093*(descrever) Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
Análise Microbiológica
CERA DE ABELHAS Detecção presuntiva de Salmonella spp.   AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.  
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

GELÉIA REAL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
GELÉIA REAL Coliformes (45º) M15 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA Instrução Normativa nº 3, de 19 de janeiro de 2001
GELÉIA REAL Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. Instrução Normativa nº 3, de 19 de janeiro de 2001
GELÉIA REAL Fungos e Leveduras M02 ISO 6611 IDF 94 – second edition 2004-10-15 – Milk and Milk products – Enumeration of colony-forming units o yeasts and/or mulds – Colony-count technique at 25ºC. Instrução Normativa nº 3, de 19 de janeiro de 2001
Análise Microbiológica
GELÉIA REAL Detecção presuntiva de Salmonella spp.   AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.  
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MEL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MEL Acidez 004 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL Açúcares não redutores (sacarose) 009 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL Açúcares redutores (glicose) 010 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL Cinzas 082 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL Hidroximetilfurfural (HMF) 048 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL Índice de amilase (atividade diastásica) 044 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL Índice de formol  047 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria n° 6, de 25 de julho de 1985.
MEL pH 071 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria n° 6, de 25 de julho de 1985.
MEL Prova de Fiehe 079 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria n° 6, de 25 de julho de 1985.
MEL Prova de Lund 080 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria n° 6, de 25 de julho de 1985.
MEL Sólidos insolúveis em água 056 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MEL DE MELATO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MEL DE MELATO Acidez 004 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL DE MELATO Açúcares não redutores (sacarose) 009 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL DE MELATO Açúcares redutores (glicose) 010 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL DE MELATO Cinzas 082 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL DE MELATO Hidroximetilfurfural (HMF) 048 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL DE MELATO Índice de amilase (atividade diastásica) 044 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL DE MELATO Índice de formol  047 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria n° 6, de 25 de julho de 1985.
MEL DE MELATO Prova de Fiehe 079 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria n° 6, de 25 de julho de 1985.
MEL DE MELATO Prova de Lund 080 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Portaria n° 6, de 25 de julho de 1985.
MEL DE MELATO Sólidos insolúveis em água 056 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
MEL DE MELATO Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução normativa n° 11, de 20 de outubro de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

OVOS E DERIVADOS

CLARA DE OVO CONGELADA //DESIDRATADA // PASTEURIZADA // RESFRIADA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
CLARA DE OVO Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
CLARA DE OVO Coliformes (45º) M15 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 2 de janeiro 2001
CLARA DE OVO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

GEMA DE OVO COGELADA// DESIDRATADA // PASTEURIZADA // RESFRIADA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
GEMA DE OVO Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
GEMA DE OVO Coliformes (45º) M15 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 2 de janeiro 2001
GEMA DE OVO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MISTURA DE OVOS COGELADA// DESIDRATADA // PASTEURIZADA // RESFRIADA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
MISTURA DE OVOS Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
MISTURA DE OVOS Coliformes (45º) M15 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 2 de janeiro 2001
MISTURA DE OVOS Estafilococos coagulase positiva M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

OVO E DERIVADOS

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
OVOS E DERIVADOS Acidez do Extrato Etéreo - Portaria n° 01, de 07/10/1981 - MAPA -
OVOS E DERIVADOS Calorias - RDC 360 de 23/12/2003 ANVISA -
OVOS E DERIVADOS Carboidratos - RDC 360 de 23/12/2003 ANVISA -
OVOS E DERIVADOS Colesterol - MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 421/IV -
OVOS E DERIVADOS Gorduras Totais, Saturadas, Trans, Mono e Poliinsaturadas - AOAC. Method 996.06 19th Ed. 2012 -
OVOS E DERIVADOS Metais - AOAC. Method 996.06 19th Ed. 2012 -
OVOS E DERIVADOS Nitrogênio Básico Volátil (Amônia e Bases Voláteis) - Portaria n° 01, de 07/10/1981 – MAPA -
OVOS E DERIVADOS Sólidos Totais - Portaria n° 01, de 07/10/1981 – MAPA -
OVOS E DERIVADOS Vitaminas B12; B2; K; C; D2; E; A - AOAC. 19th Ed. 2012 e MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. -
Análise Microbiológica
OVO Detecção presuntiva de Salmonella spp. M26 USDA/FSIS/USA MLG 4C.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Polymerase Chain Reaction (PCR) Assay for Screening Salmonella in Raw Meat Products, Raw Catfish Products, Carcass Sponge Samples, Whole Bird Rinses, Ready-to-Eat Meat, Poultry Products, and Pasteurized Egg Products.
AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

OVO LÍQUIDO RESFRIADO E CONGELADO // OVO INTEGRAL DESIDRATADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
OVO LÍQUIDO Solidos Totais 084 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Resolução 05, de 05 de julho de 1991
OVO LÍQUIDO pH 071 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Resolução 05, de 05 de julho de 1991
OVO LÍQUIDO Cinzas 082 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Resolução 05, de 05 de julho de 1991
OVO LÍQUIDO Proteina 075 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Resolução 05, de 05 de julho de 1991
OVO LÍQUIDO Gordura 058 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Resolução 05, de 05 de julho de 1991
OVO LÍQUIDO Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
Análise Microbiológica
OVO LÍQUIDO Detecção presuntiva de Salmonella spp.   AOAC Official Method  2013.09 - Molecular Detection Assay (MDA) Salmonella.  
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

OVOS EM CONSERVA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
OVOS EM CONSERVA E OVOS DE CODORNA Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 2 de janeiro 2001
OVOS EM CONSERVA E OVOS DE CODORNA Coliformes (45º) M15 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 2 de janeiro 2001
OVOS EM CONSERVA E OVOS DE CODORNA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 2 de janeiro 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CARNES E PRODUTOS CÁRNEOS

ALMÔNDEGAS RESFRIADAS // CONGELADAS // COZIDA CONGELADA // COZIDA RESFRIADA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
ALMÔNDEGA Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
ALMÔNDEGA Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
ALMÔNDEGA Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
ALMÔNDEGA Teor de cálcio (base seca) 019 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
ALMÔNDEGA Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
ALMÔNDEGA Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
Análise Microbiológica
ALMÔNDEGA Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
ALMÔNDEGA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp.  ISO 6579:2002/Cor 1:2004.
AOAC Official Method 2013.09 - Molecular Detection Assay (MDA) Salmonella.
ALMÔNDEGA Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
ALMÔNDEGA Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
ALMÔNDEGA Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

APRESUNTADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
APRESUNTADO Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
APRESUNTADO Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
APRESUNTADO Amido 013 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
APRESUNTADO Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
APRESUNTADO Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
APRESUNTADO Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
APRESUNTADO Nitritos Totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
APRESUNTADO Acidez 1 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
APRESUNTADO Ácido cítrico 7 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
APRESUNTADO Ácido sórbido e/ou sorbatos 8 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
APRESUNTADO Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
APRESUNTADO Cloretos 022 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
APRESUNTADO pH 071 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
APRESUNTADO Relação Umidade/Proteína 081 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microbiológica
APRESUNTADO Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
APRESUNTADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
APRESUNTADO Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
APRESUNTADO Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
APRESUNTADO Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001; Instrução Normativa nº 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
APRESUNTADO Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

BACON

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
BACON Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
BACON Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
Análise Microbiológica
BACON Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
BACON Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

BARRIGA DEFUMADA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
BARRIGA DEFUMADA Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
BARRIGA DEFUMADA Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
Análise Microbiológica
BARRIGA DEFUMADA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
BARRIGA DEFUMADA Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CARNES DE AVES // BOVINOS // SUINOS
*CONGELADAS // DEFUMADAS // RESFRIADAS // TEMPERADA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CARNES Acidez 1 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CARNES Ácido cítrico 7 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CARNES Ácido sórbido e/ou sorbatos 8 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CARNES Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CARNES Carboidratos    093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 21, de 31 de julho de 2000
CARNES Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 6, de 15 de fevereiro de 2001
CARNES Cloretos 022 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CARNES Colágeno 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Ofício Circular nº 15/2006, de 22 de dezembro de 2006
CARNES Dripping test 086 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Portaria 210, de 10 de novembro de 1998
CARNES Ferro 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Ofício Circular nº 15/2006, de 22 de dezembro de 2006
CARNES Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 21, de 31 de julho de 2000
CARNES Índice de peróxido 050 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Ofício Circular nº 15/2006, de 22 de dezembro de 2006
CARNES Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA; Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006; Instrução Normativa 20, de 21 de julho de 1999; Portaria 1004, de 11 de dezembro de 1998; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CARNES Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA; Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006; Instrução Normativa 20, de 21 de julho de 1999; Portaria 1004, de 11 de dezembro de 1998; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CARNES pH 071 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Ofício Circular nº 15/2006, de 22 de dezembro de 2006; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CARNES Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 32, de 3 de dezembro de 2010; Ofício Circular nº 15/2006, de 22 de dezembro de 2006
CARNES Relação Umidade/Proteína 081 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 32, de 3 de dezembro de 2010; Ofício Circular nº 15/2006, de 22 de dezembro de 2006
CARNES Relação Umidade/Proteína 081 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa n° 08, de 11 de março de 2009. Aprova o método oficial para determinação dos parâmetros para avaliação do teor total de água contida em carcaças resfriadas e cortes de aves.
CARNES Sal 22 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa nº 89, de 17 de dezembro de 2003
CARNES Teor de cálcio (base seca) 019 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000; Ofício Circular nº 15/2006, de 22 de dezembro de 2006
CARNES Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 32, de 3 de dezembro de 2010; Ofício Circular nº 15/2006, de 22 de dezembro de 2006; Instrução Normativa 21, de 31 de julho de 2000; Instrução Normativa nº 89, de 17 de dezembro de 2003
Análise Microbiológica
CARNES Clostridium perfringens M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CARNES Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CARNES Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
CARNES Detecção de Salmonella spp.   ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp.  ISO 6579:2002/Cor 1:2004.
AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.
USDA/FSIS/USA MLG 4C.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Polymerase Chain Reaction (PCR) Assay for Screening Salmonella in Raw Meat Products, Raw Catfish Products, Carcass Sponge Samples, Whole Bird Rinses, Ready-to-Eat Meat, Poultry Products, and Pasteurized Egg Products.
AOAC Official Method 2013.09 - Molecular Detection Assay (MDA) Salmonella.
 
CARNES Detecção presuntiva de Listeria monocytogenes   USDA/FSIS/USA - MLG 8A.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Listeria monocytogenes Polymerase Chain Reaction (PCR) Screening Test. Revised version 08/03/2009.
AOAC Official Method 2004.02 - Evaluation of VIDAS Listeria monocytogenes II (LMO2) Immunoassay Method for the Detection of Listeria monocytogenes in Foods. Official Methods of Analysis of AOAC INTERNACIONAL. 2005, 18th Ed., Chapter 17, p. 233-234.
 
CARNES Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CARNES Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CARNES Staphylococcus aureus M12   Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CARCAÇA BOVINA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
CARCAÇA BOVINA Contagem de Escherichia coli a 35ºC ± 1ºC   AOAC 998.08 Escherichia coli Counts in Poultry, Meats, and Seafood, Dry Rehydratable Film Method (Petrifilm EC Plate Method) (3M Microbiology, 225- -
CARCAÇA BOVINA Contagem total de bactérias mesófilas aeróbias a 36ºC ± 2ºC   AOAC Official Method 990.12 - Aerobic Plate Count in Foods, Dry Rehydratable Film (Petrifilm Arerobic Plate Count Plate) Methods (3M Microbiology, 225-5S 3M Center, St. Paul, MN 55144, USA). -

CHARQUE

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CHARQUE Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA
CHARQUE Resíduo Mineral Fixo 082 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA
CHARQUE Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA; Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006; Instrução Normativa 20, de 21 de julho de 1999; Portaria 1004, de 11 de dezembro de 1998
CHARQUE Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA; Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006; Instrução Normativa 20, de 21 de julho de 1999; Portaria 1004, de 11 de dezembro de 1998
Análise Microbiológica
CHARQUE Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CHARQUE Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CHARQUE Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

COPA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
COPA Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
COPA Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
COPA Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
COPA Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
COPA Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
COPA Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
Análise Microbiológica
COPA Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
COPA Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
COPA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
COPA Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

FEIJOADA EM CONSERVA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
FEIJOADA EM CONSERVA Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

FIAMBRE

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
FIAMBRE Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
FIAMBRE Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
FIAMBRE Amido 013 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
FIAMBRE Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
FIAMBRE Teor de cálcio (base seca) 019 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
FIAMBRE Acidez 1 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
FIAMBRE Ácido cítrico 7 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
FIAMBRE Ácido sórbido e/ou sorbatos 8 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
FIAMBRE Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
FIAMBRE Cloretos 022 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
FIAMBRE Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
FIAMBRE Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
FIAMBRE pH 071 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
FIAMBRE Relação Umidade/Proteína 081 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microbiológica
FIAMBRE Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
FIAMBRE Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
FIAMBRE Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
FIAMBRE Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
FIAMBRE Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
FIAMBRE Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

GELATINA (DE ESPÉCIE ANIMAL)

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
GELATINA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Cinzas 082 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA
GELATINA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Nitrogênio 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA
GELATINA DE (ESPÉCIE ANIMAL) pH 071 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA
GELATINA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Arsênio 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA
GELATINA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Anidrido sulfuroso 017 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 RIISPOA
Análise Microbiológica
GELATINA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

GORDURA SALGADA CONGELADA DE (ESPÉCIE ANIMAL)

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
GORDURA Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
GORDURA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

HAMBURGER

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
HAMBURGUER Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
HAMBURGUER Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
HAMBURGUER Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
HAMBURGUER Teor de cálcio (base seca) 019 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
Análise Microbiológica
HAMBURGUER Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
HAMBURGUER Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
HAMBURGUER Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
HAMBURGUER Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

JERKED BEEF

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
JERKED BEEF Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
JERKED BEEF Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
JERKED BEEF Resíduo Mineral Fixo 082 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
JERKED BEEF Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
JERKED BEEF Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
JERKED BEEF Formaldeído 038 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
Análise Microbiológica
JERKED BEEF Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
JERKED BEEF Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
JERKED BEEF Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LINGUIÇA

PRODUTO OBSERVAÇÕES PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LINGUIÇA LINGÜIÇA DESSECADA Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
LINGUIÇA LINGÜIÇA DESSECADA Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
LINGUIÇA LINGÜIÇA DESSECADA Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
LINGUIÇA LINGÜIÇA DESSECADA Teor de cálcio (base seca) 019 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
LINGUIÇA LINGÜIÇA DESSECADA Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
LINGUIÇA LINGÜIÇA DESSECADA Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
LINGUIÇA LINGÜIÇA COLONIAL Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
Análise Microbiológica
LINGUIÇA   Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LINGUIÇA   Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LINGUIÇA   Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LINGUIÇA   Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MIÚDOS CONGELADOS // COZIDOS // SALGADOS

PRODUTO OBSERVAÇÕES PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
MIÚDOS/td>   Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MIÚDOS   Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MIÚDOS AVES Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MIÚDOS   Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MIÚDOS   Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MORCELA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
MORCELA Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MORCELA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MORCELA Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MORCELA Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MORTADELA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MORTADELA Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
MORTADELA Nitritos Totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
MORTADELA Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
MORTADELA Amido 013 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
MORTADELA Teor de cálcio (base seca) 019 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
MORTADELA Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
MORTADELA Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
MORTADELA Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
MORTADELA Acidez 01 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MORTADELA Ácido cítrico 07 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MORTADELA Ácido sórbido e/ou sorbatos 08 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MORTADELA Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MORTADELA Cloretos 022 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MORTADELA pH 071 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MORTADELA Relação Umidade/Proteína 081 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microbiológica
MORTADELA Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MORTADELA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MORTADELA Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MORTADELA Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MORTADELA Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
MORTADELA Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

PAIO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PAIO Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
PAIO Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
PAIO Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
PAIO Teor de cálcio (base seca) 019 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
PAIO Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
PAIO Nitritos Totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
Análise Microbiológica
PAIO Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PAIO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PAIO Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PAIO Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

PATÊ

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PATÊ Amido 013 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 21, de 31 de julho de 2000
PATÊ Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 21, de 31 de julho de 2000
PATÊ Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 21, de 31 de julho de 2000
PATÊ Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 21, de 31 de julho de 2000
PATÊ Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 21, de 31 de julho de 2000
Análise Microbiológica
PATÊ Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PATÊ Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PATÊ Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PATÊ Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PATÊ Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

PELE FRITA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
PELE FRITA Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PELE FRITA Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PELE FRITA Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PELE FRITA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

PRESUNTO

PRODUTO OBSERVAÇÕES PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PRESUNTO CRU PRESUNTO CRU / PRESUNTO TIPO PARMA / PRESUNTO TIPO SERRANO Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
PRESUNTO CRU PRESUNTO CRU / PRESUNTO TIPO PARMA / PRESUNTO TIPO SERRANO Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
PRESUNTO CRU PRESUNTO CRU / PRESUNTO TIPO PARMA / PRESUNTO TIPO SERRANO Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
PRESUNTO CRU PRESUNTO CRU / PRESUNTO TIPO PARMA / PRESUNTO TIPO SERRANO Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
PRESUNTO CRU PRESUNTO CRU / PRESUNTO TIPO PARMA / PRESUNTO TIPO SERRANO Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
PRESUNTO DEFUMADO   Acidez 01 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   Ácido cítrico 07 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   Ácido sórbido e/ou sorbatos 08 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   Cloretos 022 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   pH 071 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   Relação Umidade/Proteína 081 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PRESUNTO DEFUMADO   Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

PURURUCA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
PURURUCA Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PURURUCA Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PURURUCA Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PURURUCA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

QUIBE

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
QUIBE Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
QUIBE Teor de cálcio (base seca) 019 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
Análise Microbiológica
QUIBE Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
QUIBE Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
QUIBE Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
QUIBE Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

SALAME E SALAMINHO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
SALAME Atividade de água 016 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
SALAME Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
SALAME Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
SALAME Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
SALAME Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 20, de 31 de julho de 2000
SALAME Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
SALAME Nitritos totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
Análise Microbiológica
SALAME Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
SALAME Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
SALAME Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

SALSICHAS

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
SALSICHA CONGELADA Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
SALSICHA CONGELADA Nitritos Totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
SALSICHA CONGELADA Amido 013 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
SALSICHA CONGELADA Carboidratos totais 093* (descrever) Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
SALSICHA CONGELADA Umidade 090 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
SALSICHA CONGELADA Gordura 058 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
SALSICHA CONGELADA Proteína 075 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
SALSICHA CONGELADA Teor de cálcio (base seca) 019   Instrução Normativa 4, de 31 de março de 2000
SALSICHA CONGELADA Acidez 01   Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SALSICHA CONGELADA Ácido cítrico 07   Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SALSICHA CONGELADA Ácido sórbido e/ou sorbatos 08   Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SALSICHA CONGELADA Atividade de água 016   Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SALSICHA CONGELADA Cloretos 022   Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SALSICHA CONGELADA pH 071   Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SALSICHA CONGELADA Relação Umidade/Proteína 081   Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microbiológica
SALSICHA RESFRIADA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
SALSICHA RESFRIADA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
SALSICHA RESFRIADA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
SALSICHA RESFRIADA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
SALSICHA RESFRIADA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
SALSICHA RESFRIADA DE (ESPÉCIE ANIMAL) Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Norma Interna DIPOA/SDA nº 1, de 9 de agosto de 2013
SALSICHAS EM CONSERVA Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

TORESMO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
TORRESMO Coliformes (45º) M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
TORRESMO Estafilococos coagulase positiva M12A BAM - Bacteriological Analytical Manual - Staphylococcus aureus - Authors Reginald W. Bennett and Gayle A. Lancette.
2003.11 3MTM PetrifilmTM Staph Express Count Plate Method for the Enumeration of Staphylococcus aureus in Selected Types of Meat, Seafood, and Poultry (3M Microbiology, 3M Center, Building 260-6B-01, St. Paul, MN 55144-1000, USA)
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
TORRESMO Clostrídios sulfito redutores M03 ISO 7937 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of Clostridium perfringens - Colony-count technique. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
TORRESMO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

TODOS OS PRODUTOS DESTA CATEGORIA

PRODUTO OBSERVAÇÕES PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
TODOS OS PRODUTOS DA CATEGORIA PRODUTOS QUE TENHAM ADIÇÃO DE NITRATO NA FORMULAÇÃO Nitratos 064 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
TODOS OS PRODUTOS DA CATEGORIA PRODUTOS QUE TENHAM ADIÇÃO DE NITRITO NA FORMULAÇÃO Nitritos Totais 065 Instrução Normativa nº 20, de 21/07/1999 Instrução Normativa 51, de 29 de dezembro de 2006
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

PESCADOS E DERIVADOS

CALDO CONGELADO DE PEIXE

PRODUTO OBSERVAÇÃO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
CALDO CONGELADO DE PEIXE  Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CALDO CONGELADO DE PEIXE Detecção presuntiva de Listeria monocytogenes   USDA/FSIS/USA - MLG 8A.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Listeria monocytogenes Polymerase Chain Reaction (PCR) Screening Test. Revised version 08/03/2009.
ISO 11290-1:1996 - Microbiology of food and animal feeding stuffs - Horizontal method for the detection and enumeration of Listeria monocytogenes - Part 1: Detection method. ISO 11290-1:1996/Amd 1:2004 - Modification of the isolation media and the haemolysis test, and inclusion of precision data.
 
CALDO CONGELADO DE PEIXE  Detecção de Vibrio parahaemolyticus   ISO 21872 - 1: 2007 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the detection of potentially enteropathogenic Vibrio spp. -- Part 1: Detection of Vibrio parahaemolyticus and Vibrio cholerae.

ISO/TS 21872-1:2007/Cor 1:2008.
-
CALDO CONGELADO DE PEIXE Detecção de Vibrio colerae   ISO 21872 - 1: 2007 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the detection of potentially enteropathogenic Vibrio spp. -- Part 1: Detection of Vibrio parahaemolyticus and Vibrio cholerae.

ISO/TS 21872-1:2007/Cor 1:2008.
 
CALDO CONGELADO DE PEIXE Detecção presuntiva de Salmonella spp.   USDA/FSIS/USA MLG 4C.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Polymerase Chain Reaction (PCR) Assay for Screening Salmonella in Raw Meat Products, Raw Catfish Products, Carcass Sponge Samples, Whole Bird Rinses, Ready-to-Eat Meat, Poultry Products, and Pasteurized Egg Products.
AOAC Official Method 2013.09 - Molecular Detection Assay (MDA) Salmonella.
AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.
 
CALDO CONGELADO DE PEIXE  Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CAMARÃO EMPANADO CONGELADO // COZIDO EMPANADO GONGELADO // PRÉ-FRITO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CAMARÃO COZIDO EMPANADO CONGELADO  Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CAMARÃO COZIDO EMPANADO CONGELADO  Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO COZIDO EMPANADO CONGELADO  Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO COZIDO EMPANADO CONGELADO  Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CAMARÃO CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CAMARÃO CONGELADO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
CAMARÃO CONGELADO Desglaciamento 093* (DESCREVER) Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
CAMARÃO CONGELADO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CAMARÃO CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CAMARÃO COZIDO CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Atividade de água 016 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Cloretos 022 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CAMARÃO COZIDO CONGELADO pH 071 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Relação umidade/proteína 081 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Micrbobiológica
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
CAMARÃO COZIDO CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CAMARÃO DEFUMADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CAMARÃO DEFUMADO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CAMARÃO DEFUMADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO DEFUMADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO DEFUMADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CAMARÃO DESIDRATADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CAMARÃO DESIDRATADO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CAMARÃO DESIDRATADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO DESIDRATADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO DESIDRATADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CAMARÃO FRESCO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CAMARÃO FRESCO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CAMARÃO FRESCO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO FRESCO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CAMARÃO LIOFILIZADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CAMARÃO LIOFILIZADO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CAMARÃO LIOFILIZADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO LIOFILIZADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO LIOFILIZADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CAMARÃO SALGADO // SALGADO SECO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CAMARÃO SALGADO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CAMARÃO SALGADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO SALGADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CAMARÃO SALGADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PATÊ DE CAMARÃO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PATÊ DE CAMARÃO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
PATÊ DE CAMARÃO Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CARNE CONGELADA DE CARANGUEIJO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CARNE CONGELADA DE CARANGUEJO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CARNE CONGELADA DE CARANGUEJO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CARNE CONGELADA DE CARANGUEJO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CARNE CONGELADA DE LAGOSTA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CARNE CONGELADA DE LAGOSTA  Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
CARNE CONGELADA DE LAGOSTA  Desglaciamento 093* (DESCREVER) Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CARNE CONGELADA DE LAGOSTA  Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CARNE CONGELADA DE LAGOSTA  Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CARNE CONGELADA DE RÃ

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Microbiológicas
CARNE CONGELADA DE RÃ COM OSSO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CARNE CONGELADA DE RÃ COM OSSO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CARNE CONGELADA DE SIRI

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CARNE CONGELADA DE SIRI Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
CARNE CONGELADA DE SIRI Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CARNE CONGELADA DE SIRI Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CENTOLHA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
CENTOLHA CONGELADA Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Microbiológica
CENTOLHA COZIDA CONGELADA Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CENTOLHA COZIDA CONGELADA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
CENTOLHA COZIDA CONGELADA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LAGOSTA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LAGOSTA COZIDA CONGELADA Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
LAGOSTA COZIDA CONGELADA Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LAGOSTA COZIDA CONGELADA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LAGOSTA COZIDA CONGELADA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

LAGOSTIM

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
LAGOSTIM COZIDO CONGELADO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
LAGOSTIM CONGELADO Desglaciamento 093* (DESCREVER) Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
LAGOSTIM COZIDO CONGELADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LAGOSTIM COZIDO CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LAGOSTIM COZIDO CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

CONGELADA DE PESCADOS

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
LINGÜIÇA CONGELADA Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LINGÜIÇA CONGELADA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LINGÜIÇA CONGELADA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LULA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiologica
LULA SALGADA Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LULA SALGADA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
LULA SALGADA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MEXILHÃO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MEXILHÃO Atividade de água 016 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MEXILHÃO Cloretos 022 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MEXILHÃO pH 071 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MEXILHÃO Relação umidade/proteína 081 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MEXILHÃO Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microbiológica
MEXILHÃO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MEXILHÃO Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MEXILHÃO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MEXILHÃO Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MEXILHÃO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MIÚDOS

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
MIÚDOS Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MIÚDOS Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MIÚDOS Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

MOLDADOS

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI Acidez 001 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI Ácido cítrico 007 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI Ácido sórbido e/ou sorbatos 008 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI Atividade de água 016 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI Cloretos 022 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI pH 071 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI Relação umidade/proteína 081 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO COZIDO CONGELADO DE CAMARÃO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Microbiológica
MOLDADO TEMPERADO CONGELADO A BASE DE PEIXE Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO TEMPERADO CONGELADO A BASE DE PEIXE Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
MOLDADO COZIDO CONGELADO A BASE DE SURIMI Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
MOLDADO TEMPERADO CONGELADO A BASE DE PEIXE Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

OSTRA DEFUMADA // FRESCA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
OSTRA Atividade de água 016 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
OSTRA Cloretos 022 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
OSTRA pH 071 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
OSTRA Relação umidade/proteína 081 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
OSTRA Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microbiológica
OSTRA Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
OSTRA Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
OSTRA DEFUMADA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
OSTRA Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
OSTRA FRESCA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

PATÊ

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PATÊ DE CAMARÃO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Microbiológica
PATÊ DE PEIXE ANCHOVADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PATÊ DE PEIXE ANCHOVADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PATÊ DE PEIXE ANCHOVADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PATÊ  Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

PEIXE ANCHOVADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE ANCHOVADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE ANCHOVADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE ANCHOVADO Salmonella spp. M26   RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE AO NATURAL

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE AO NATURAL Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PEIXE CONGELADO Bases voláteis totais 018   RIISPOA
PEIXE CONGELADO Desglaciamento 093* (DESCREVER)   Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Micrbobiológica
PEIXE CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE COZIDO CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE COZIDO CONGELADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE COZIDO CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE COZIDO CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE DEFUMADO // DEFUMADO CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PEIXE DEFUMADO Atividade de água 016 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PEIXE DEFUMADO Cloretos 022 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PEIXE DEFUMADO pH 071 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PEIXE DEFUMADO Relação umidade/proteína 081 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PEIXE DEFUMADO Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Micrbobiológica
PEIXE DEFUMADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE DEFUMADO Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PEIXE DEFUMADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE DEFUMADO Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
PEIXE DEFUMADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE DEFUMADO EM MOLHO // DEFUMADO EM ÓLEO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE DEFUMADO EM MOLHO Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE DESIDRATADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE DESIDRATADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE DESIDRATADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE DESIDRATADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE DESSALGADO CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE DESSALGADO CONGELADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE DESSALGADO CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE DESSALGADO CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE EM AZEITE

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE EM AZEITE Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE EM ESCABECHE // EM MOLHO // EM ÓLEO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE EM ESCABECHE, EM MOLHO E EM ÓLEO Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE EM SALMOURA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE EM SALMOURA Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE EM SALMOURA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE EM SALMOURA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE EM VINHO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE EM VINHO Pré-incubação a 36ºC por 10 dias - teste de esterilidade comercial M30 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE EM CONGELADO // PRÉ-FRITO CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE EMPANADO CONGELADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE EMPANADO CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE EMPANADO CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE FRESCO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PEIXE FRESCO Bases voláteis totais 018 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
Análise Micrbobiológica
PEIXE FRESCO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE FRESCO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE GRELHADO CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PEIXE GRELHADO CONGELADO Bases voláteis totais 018 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
Análise Micrbobiológica
PEIXE GRELHADO CONGELADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE GRELHADO CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE GRELHADO CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE LIOFILIZADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE LIOFILIZADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE LIOFILIZADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE LIOFILIZADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE SALGADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
PEIXE SALGADO Resíduo Mineral Fixo 082 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
PEIXE SALGADO Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA RIISPOA
Análise Micrbobiológica
PEIXE SALGADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE SALGADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE SALGADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE SECO // SALGADO SECO // SALGADO PRENSADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE SALGADO PRENSADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE SALGADO PRENSADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE SALGADO PRENSADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PEIXE TEMPERADO CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Micrbobiológica
PEIXE TEMPERADO CONGELADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE TEMPERADO CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PEIXE TEMPERADO CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

PELE SALGADA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
PELE SALGADA Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PELE SALGADA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
PELE SALGADA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

PESCADOS E PRODUTOS DA PESCA PRONTOS PARA CONSUMO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
PESCADO E PRODUTOS DA PESCA Detecção de Vibrio colerae   ISO 21872 - 1: 2007 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the detection of potentially enteropathogenic Vibrio spp. -- Part 1: Detection of Vibrio parahaemolyticus and Vibrio cholerae.

ISO/TS 21872-1:2007/Cor 1:2008.
-
PESCADO PRODUTOS DA PESCA Detecção presuntiva de Listeria monocytogenes   USDA/FSIS/USA - MLG 8A.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Listeria monocytogenes Polymerase Chain Reaction (PCR) Screening Test. Revised version 08/03/2009.
ISO 11290-1:1996 - Microbiology of food and animal feeding stuffs - Horizontal method for the detection and enumeration of Listeria monocytogenes - Part 1: Detection method. ISO 11290-1:1996/Amd 1:2004 - Modification of the isolation media and the haemolysis test, and inclusion of precision data.
 
PESCADO E PRODUTOS DA PESCA Detecção presuntiva de Salmonella spp.   USDA/FSIS/USA MLG 4C.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Polymerase Chain Reaction (PCR) Assay for Screening Salmonella in Raw Meat Products, Raw Catfish Products, Carcass Sponge Samples, Whole Bird Rinses, Ready-to-Eat Meat, Poultry Products, and Pasteurized Egg Products.
AOAC Official Method 2013.09 - Molecular Detection Assay (MDA) Salmonella.
AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.
RDC 12, de 02 de janeiro de 2001

POLVO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
POLVO SALGADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
POLVO SALGADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
POLVO SALGADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

SIRI CONGELADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
SIRI CONGELADO Metabissulfito de sódio 014 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Circular 2071/76, de 22 de setembro de 1976; Codex Stan 92-1981, Rev. 1-1995; Instrução Normativa 25, de 2 de junho de 2011
Análise Microbiológica
SIRI CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
SIRI CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

SURUMI

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO Atividade de água 016 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO Cloretos 022 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO pH 071 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO Relação umidade/proteína 081 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO Umidade 090 Portaria nº 01, de 07/10/1981 - MAPA Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
Análise Microbiológica
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO Coliformes a 45º M06 IN 62, de 26/08/2003 - MAPA RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO Contagem de mesófilos M11 ISO 4833 - Microbiology of food and animal feeding stuffs -- Horizontal method for the enumeration of microorganisms. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO Listeria monocytogenes M20 ISO 11290-1:1996. Instrução Normativa 9, de 8 de abril de 2009; Norma Interna DIPOA/SDA 1, de 9 de agosto de 2013
SURIMI COZIDO MOLDADO CONGELADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

VIEIRA CONGELADA

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
VIEIRA CONGELADA Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
VIEIRA CONGELADA Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

VÔNGOLE RESFRIADO

PRODUTO PARÂMETRO CÓDIGO DA PROVA METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Microbiológica
VÔNGOLE RESFRIADO Estafilococos coagulase positivo M12A ISO 6888 - 1: 1999 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of coagulase-positive staphylococci (Staphylococcus aureus and other species) -- Part 1: Technique using Baird- Parker agar medium. ISO 6888 – 1: 2009/Amd 1:2003. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
VÔNGOLE RESFRIADO Salmonella spp. M26 ISO 6579:2002 - Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the detection of Salmonella spp. ISO 6579:2002/Cor 1:2004. RDC 12, de 02 de janeiro de 2001
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

ALIMENTOS DE ORIGEM VEGETAL

ALIMENTOS DE ORIGEM VEGETAL

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Alimentos de Origem Vegetal Calorias RDC 360 de 23/12/2003 ANVISA -
Alimentos de Origem Vegetal Carboidratos RDC 360 de 23/12/2003 ANVISA -
Alimentos de Origem Vegetal Gorduras Totais, Saturadas, Trans, Mono e Poliinsaturadas AOAC. Method 996.06 19th Ed. 2012 -
Alimentos de Origem Vegetal Metais Pesados AOAC. Method 996.06 19th Ed. 2012 -
Alimentos de Origem Vegetal Vitaminas B12; B2; K; C; D2; E; A AOAC. 19th Ed. 2012 e MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. -
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CACAU E CHOCOLATE

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Cacau e chocolate Lipídios com hidrólise prévia MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 263/IV RDC nº 227, de 28 de agosto de 2003
Análise Microscópica
Cacau e chocolate Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA
Cacau e chocolate 25 em 50g de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 965.38a  

CAFÉ, CHÁ E DERIVADOS

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFRÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Café, chá e derivados Extrato aquoso MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 265/IV RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Café, chá e derivados Resíduo seco MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 267/IV RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Café, chá e derivados Cinzas AOAC Official Method 900.02 - 19th Ed. 2012 RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Café, chá e derivados Lipídios MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 269/IV RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Café, chá e derivados Protídios AOAC Official Method 991.20 - 19th Ed. 2012 RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Café, chá e derivados pH MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 271/IV RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Café, chá e derivados Glicídios redutores e não redutores em glicose AOAC Official Method 923.09 - 19th Ed. 2012 RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Café, chá e derivados Umidade e voláteis MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 012/IV RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Café, chá e derivados Cinzas insolúveis em ácido clorídrico MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 024/IV RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Café, chá e derivados Cafeína Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005. RDC Nº 277, de 23 de setembro de 2005
Análise Microscópica
Chá preto, verde ou branco 20 em 10g de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 981.18  
Chá preto, verde ou branco 5 em 10g de Ácaros mortos AOAC 981.18  
Chá de camomila 90 em 25g de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de camomila 5 em 25g de Insetos inteiros mortos, exceto os indicativos e risco AOAC 960.51  
Chá de camomila 5 em 25g de Ácaros mortos AOAC 960.51  
Chá de erva doce ou de funcho 120 em 25g de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 965.40  
Chá de erva doce ou de funcho 5 em 25g de Ácaros mortos AOAC 965.40  
Chá de menta ou hortelã 300 em 25g de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de menta ou hortelã 5 em 25g de Insetos inteiros mortos, exceto os indicativos e risco AOAC 960.51  
Chá de menta ou hortelã 2 em 25g de Fragmentos de pelo de roedor AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de menta 15 em 25g de Ácaros mortos AOAC 975.49 Aa Bb  
Chá de carqueja 165 em 25g de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de carqueja 1 em 25g de Fragmentos de pelo de roedor AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de carqueja 10 em 25g de Ácaros mortos AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de cidreira 165 em 25g de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de cidreira 5 em 25g de Ácaros mortos AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de boldo 75 em 25g de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de boldo 2 em 25g de Fragmentos de pelo de roedor AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de boldo 70 em 25g de Bárbulas exceto de pombo AOAC 975.49Aa Ba  
Chá de boldo 5 em 25g de Ácaros mortos AOAC 975.49Aa Ba  
Chá simples não listados acima 75 em 25g de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 981.18  
Chá simples não listados acima 5 em 25g de Ácaros mortos AOAC 981.18  
Chás compostos  100 em 25g nos chás compostos que contenham boldo, menta, hortelã e carqueja de Fragmentos de insetos indicativos de falhas nas boas práticas (não considerados indicativos de risco) AOAC 975.49Aa Ba  
Chás compostos  1 em 25g nos chá compostos que contenham boldo, menta hortelã e carqueja de Fragmentos de pelo de roedor AOAC 975.49Aa Ba  
Chás compostos  50 em 25g nos chá compostos que contenham boldo de Bárbulas exceto de pombo AOAC 975.49Aa Ba  
Chás compostos  5 em 25g de Ácaros mortos AOAC 975.49Aa Ba  
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

CEREAIS AMILÁCIOS E EXTRATO DE SOJA

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Cereais amiláceos e extrato de soja Umidade a 130°C MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 413/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Umidade a 105°C MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 414/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Acidez total MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 415/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Acidez da gordura MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 416/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja pH MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 417/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Glúten MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 418/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Pesquisa de bromato MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 419/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Colesterol em massas alimentícias MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 421/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Extrato de malte MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 422/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Resíduo por incineração (cinzas) AOAC Official Method 900.02 - 19th Ed. 2012 RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Lipídios AOAC Official Method 963.15 - 19th Ed. 2012 RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Protídios MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 036/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Fibra bruta MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 044/IV RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Cereais amiláceos e extrato de soja Glicídios AOAC Official Method 958.06 - 19th Ed. 2012 RDC nº 263, de 22 de setembro de 2005
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

COCO RALADO

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Coco ralado Acidez titulável MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 317/IV RDC nº 84, de 15 de setembro de 2000
Coco ralado Glicídios redutores em glicose AOAC Official Method 958.06 - 19th Ed. 2012 RDC nº 84, de 15 de setembro de 2000
Coco ralado Glicídios não redutores em sacarose AOAC Official Method 958.06 - 19th Ed. 2012 RDC nº 84, de 15 de setembro de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

ESPECIARIAS

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Especiarias Detecção presuntiva de Salmonella spp. USDA/FSIS/USA MLG 4C.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Polymerase Chain Reaction (PCR) Assay for Screening Salmonella in Raw Meat Products, Raw Catfish Products, Carcass Sponge Samples, Whole Bird Rinses, Ready-to-Eat Meat, Poultry Products, and Pasteurized Egg Products.
AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.
RDC nº 84, de 15 de setembro de 2000

FRUTAS E PRODUTOS DE FRUTAS

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Frutas e produtos de frutas Acidez titulável com indicador AOAC Official Method 942.15 A – 19th Ed. 2012 Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Acidez titulável por potenciometria AOAC Official Method 942.15 B - 19th Ed. 2012 Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Acidez titulável em ácido orgânico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Sólidos totais AOAC Official Method 920.151 - 19th Ed. 2012 Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Determinação do peso das frutas drenadas MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 308/IV Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Sólidos insolúveis em água MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 314/IV Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Sólidos solúveis por refratometria Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Relação Brix / acidez total Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Fibra bruta MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 044/IV Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Pectinas MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 047/IV Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Frutas e produtos de frutas Pectinas MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 048/IV Brasil, ANVISA, Resolução - RDC nº 12, de 2 de janeiro de 2001
Análise Microbiológica
Frutas e produtos de frutas Contagem total de Bolores e leveduras a 25°C ± 1°C ISO 21527-1:2008 Microbiology of food and animal feeding stuffs – Horizontal method for the enumeration of yeasts and moulds – Part 1: Colony count technique in products with water activity greater than 0,95. -
Frutas e produtos de frutas Detecção presuntiva de Salmonella spp. USDA/FSIS/USA MLG 4C.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Polymerase Chain Reaction (PCR) Assay for Screening Salmonella in Raw Meat Products, Raw Catfish Products, Carcass Sponge Samples, Whole Bird Rinses, Ready-to-Eat Meat, Poultry Products, and Pasteurized Egg Products.
AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.
 
Frutas e produtos de frutas Esterilidade comercial BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Instrução Normativa Nº 62, de 26 de agosto de 2003. Métodos Analíticos Oficiais para Análises Microbiológicas para Controle de Produtos de Origem Animal e Água. Capítulo XX – Teste de esterilidade comercial para alimentos de baixa acides - pH > 4,6. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 18 set. 2003, seção 1, p. 29 e 30.  
Frutas e produtos de frutas Número Mais Provável de coliformes a 45ºC ± 0,2ºC BRASIL. Ministério da agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Instrução Normativa Nº 62, de 26 de agosto de 2003. Métodos Analíticos Oficiais para Análises Microbiológicas para Controle de Produtos de Origem Animal e Água. Capítulo X - Número mais provável de coliformes totais e coliformes termotolerantes em alimentos.  Diário  Oficial  da União, Brasília, DF, 18 set. 2003, seção 1, p. 19 e 20. -
Frutas e produtos de frutas Número Mais Provável de coliformes a 35ºC ± 0,5ºC - 50 mL American Public Health Association (APHA). Compedium of Method for the Microbiological  Examination  of Foods. KORNACKI, J.L.; JOHNSON, J. L. Enterobacteriaceae,  Coliforms, and  Escherichia  coli  as quality and safety indicators. -
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

LEITE DE COCO

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Leite de coco Acidez titulável MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 320/IV RDC nº 83, de 15 de setembro de 2000
Leite de coco Lipídios pelo método de Soxhlet AOAC Official Method 920.39 C - 19th Ed. 2012 RDC nº 83, de 15 de setembro de 2000
Leite de coco Lipídios pelo método de Gerber IN n° 68 de 12/12/2006  - MAPA RDC nº 83, de 15 de setembro de 2000
Leite de coco Glicídios redutores em glicose AOAC Official Method 958.06 - 19th Ed. 2012 RDC nº 83, de 15 de setembro de 2000
Leite de coco Glicídios não redutores em sacarose AOAC Official Method 958.06 - 19th Ed. 2012 RDC nº 83, de 15 de setembro de 2000
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

ÓLEOS E GORDURAS

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Óleos e gorduras Acidez MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 325/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Índice de peróxido MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 326/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Índice de refração MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 327/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Índice de saponificação MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 328/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Índice de iodo pelo método de Wijs MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 329/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Índice de iodo por cálculo MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 330/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Índice de Bellier MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 331/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Reação de Kreis MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 333/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Umidade e voláteis MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 334/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Impurezas insolúveis em éter MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 335/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Resíduo por incineração (cinzas) MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 336/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Densidade relativa MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 337/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Determinação de matéria insaponificável MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 339/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Prova de Halpen-Gastaldi MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 340/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Prova de Holde MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 341/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Prova de Villavecchia-Fabris MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 342/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Óleos e gorduras Ésteres metílicos de ácidos graxos MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 344/IV RDC nº 482, de 23 de setembro de 1999
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

BEBIDAS E VINAGRES

BEBIDAS E VINAGRES

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Bebidas e Vinagres Carboidratos RDC 360 de 23/12/2003 ANVISA -
Bebidas e Vinagres Gorduras Totais, Saturadas, Trans, Mono e Poliinsaturadas AOAC. Method 996.06 19th Ed. 2012 -
Bebidas e Vinagres Metais Pesados AOAC. Method 999.11 19th Ed. 2012 -
Bebidas e Vinagres Vitaminas B12; B2; K; C; D2; E; A AOAC. 19th Ed. 2012 e MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. -
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

DESTILADOS

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
DESTILADOS Acetaldeido, Acetato de Etila, Metanol e Álcoois Superiores Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Acidez Fixa Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Acidez Total Titulável Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Acidez Volátil Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Ácido Cianídrico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Acroleína Total Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Açúcares Totais Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Álcool Metílico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Aldeídos Totais Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Cálcio Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Cinzas Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Cobre Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Cobre Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Densidade Relativa a 20 °C Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Diacetil Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Edulcorantes Sintéticos (Ciclamatos e Sacarina) Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Ésteres Totais Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Exame Organoléptico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Extrato Seco Total Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Ferro Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Furfural Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Furfural Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
DESTILADOS Grau Alcoólico Real Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

FERMENTADOS ALCOÓLICOS

FERMENTADOS ALCOÓLICOS Acidez volátil Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Acidez fixa Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Acidez total titulável Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Acido sórbico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Açúcares totais Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Alcalinidade das cinzas Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Cálcio Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Cinzas Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Cloretos Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Densidade relativa à 20ºC Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Derivados Cianados Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Dióxido de enxofre total Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Exame organoléptico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Edulcorantes sintéticos Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Extrato seco reduzido Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Extrato seco total Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Ferro Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Ferro Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Grau alcoólico real Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Metanol Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Magnésio Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS pH Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Potássio Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Relação álcool em peso / extrato seco reduzido Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Sódio Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Sulfatos Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
FERMENTADOS ALCOÓLICOS Zinco Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Acidez Total Titulável Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Acidez Volátil Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Ácido Ascórbico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Ácido Benzóico e Sórbico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Açúcares Redutores, Não Redutores e Totais Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Anidrido Sulfuroso Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Benzoato de Sódio Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Cafeína Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Ciclamato Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Ciclamato Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Cinzas Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Corantes Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Densidade relativa 20 °C/ 20 °C Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Edulcorantes Sintéticos Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Exame Organoléptico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Grau Alcoólico Real Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Hidroximetilfurfural Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Nitrogênio Total Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Número de Formol Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Óleo Essencial Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA pH Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Prolina Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Relação BRIX/Acidez Total Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Sólidos Solúveis (ºBrix) Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Sólidos Totais (Extrato Seco) Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Tanino Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
BEBIDAS NÃO ALCOÓLICA Valor Calórico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

VINAGRES

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA REFERÊNCIA LEGAL
Análise Físico-Química
Vinagres Acidez Volátil Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Açúcares Totais Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Cinzas Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Corantes Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Densidade Relativa a 20 °C/20 °C Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Dióxido de Enxofre Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Exame Organoléptico Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Extrato Seco Reduzido Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Extrato Seco Total Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Grau Alcoólico Real Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Vinagres Sulfatos Instrução Normativa Nº24, de 08 de setembro de 2005 -
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

ALIMENTOS PARA ANIMAIS

ALIMENTOS PARA ANIMAIS

PRODUTO PARÂMETRO METODOLOGIA  
Análise Físico-Química
Alimentos para animais Atividade ureática Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Cálcio - Absorção Atômica Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Cálcio (Titlulométrico) Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Cinzas ou matéria mineral Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Cloretos solúveis Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Cobalto - Absorção Atômica Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Cobalto – Via Úmida Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Cobre - Absorção Atômica Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Cobre via úmida Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Digestibilidade em pepsina 0,2% Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Extrato etéreo Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Ferro - Absorção Atômica Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Ferro via úmida Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Fibra bruta Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Fósforo (colorimétrico) Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Fósforo solúvel em ácido cítrico 2% Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Glicídios redutores em glicose – glicídios não redutores em sacarose - determinação de amido – glicídios redutores em lactose Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Índice de acidez Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Índice de acidez Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Iodo via úmida Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Magnésio - Absorção Atômica Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Manganês - Absorção Atômica Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Manganês via úmida Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Proteína bruta (semi-micro) Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Proteína digestível em pepsina 0,2% Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Proteína solúvel em KOH Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Resíduo insolúvel em HCl Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Umidade e voláteis Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Uréia Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Zinco - Absorção Atômica Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Zinco via úmida Instrução Normativa Nº108, de 04 de setembro de 1991.  
Alimentos para animais Calorias RDC 360 de 23/12/2003 ANVISA  
Alimentos para animais Carboidratos RDC 360 de 23/12/2003 ANVISA  
Alimentos para animais Gorduras Totais, Saturadas, Trans, Mono e Poliinsaturadas AOAC. Method 996.06 19th Ed. 2012  
Alimentos para animais Colesterol MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005. Método 421/IV  
Alimentos para animais Metais Pesados AOAC. Method 999.11 19th Ed. 2012  
Alimentos para animais Vitaminas B12; B2; K; C; D2; E; A AOAC. 19th Ed. 2012 e MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS PARA ANÁLISE DE ALIMENTOS. Instituto Adolfo Lutz. 4ª Edição. 2005.  
Análise Microbiológica
Alimentos para Animais Contagem total de coliformes termotolerantes Instrução Normativa Nº 62, de 26 de agosto de 2003. Capítulo VI - Contagem de coliformes Totais e Coliformes Termotolerantes em Alimentos.  
Alimentos para animais Contagem total de coliformes termotolerantes IN 62, de 26/08/2003 - MAPA  
Alimentos para animais Detecção de Salmonella spp. USDA/FSIS/USA MLG 4C.05 - Metodologia Alternativa (Bax system) - Procedure for the Use of a Polymerase Chain Reaction (PCR) Assay for Screening Salmonella in Raw Meat Products, Raw Catfish Products, Carcass Sponge Samples, Whole Bird Rinses, Ready-to-Eat Meat, Poultry Products, and Pasteurized Egg Products.
AOAC Official Method 2011.03 - Metodologia Alternativa - Detection of Salmonella by the VIDAS® Easy Salmonella Assay (EasySLM) with ChromIDTM Salmonella (SM2) Agar in a Variety of Foods.
 
Análise Microscópica
Análise de Sujidade/Macroscopia Resolução RDC nº 14, de 28 de março de 2014 - ANVISA

 

IBERPHARM Laboratórios do Brasil Rua Mozart da Silva Pinto, 174 - Jd. Chamonix - CEP: 37750-000 - Machado - Minas Gerais - Brasil
Tel.: 35 3295 - 3323 - Fax: 35 3295 - 3219
E-mail: laboratorios@iberpharm.com.br